AV. DA

LIBERDADE

avenida da liberdade

Original de duas peças com 50x70cm cada

Tinta acrílica ecológica à base de água e pastel seco s/ papel

Licitação mais alta: 250€

(o valor da licitação é atualizado todos os dias às 18:00 horas)

Ouve a narração da autora:

São 14h00 e saio do escritório, ainda sem destino pré-definido. Olho para cima e detenho-me uns minutos a contemplar o nosso edifício oitocentista, tão bem recuperado pelos arquitetos Pedro Botelho e Nuno Teotónio Pereira, valendo-lhes um prémio de arquitetura. Ao mesmo tempo que o meu olhar se inclina até ao céu, reflito sobre a aventura desta tarde.

Só tenho umas horas e este é o primeiro sítio que irei documentar. É preciso ser produtiva.

 

Deambulo pela Avenida da Liberdade, sem ter ainda certo o destino final. Nesta descida e subida vou-me cruzando com alguns turistas e condutores de tuk-tuks que indicam aos primeiros o caminho: “You take the subway and go to the center. You have a nice day, ok?”.

 

Vejo casais sentados nos bancos de jardim que a avenida disponibiliza e imagino o que conversarão. Uns parecem estar no início do namoro, revelando mais paixão nos seus gestos e olhares. Outros parecem-me estar embrenhados em conversas sérias, talvez com um desfecho menos feliz.

 

Tiro algumas fotografias e faço vídeos da avenida, para captar o movimento dos carros, o som dos passarinhos e do vento nas árvores. Há quem se queixe do estacionamento da avenida.

 

Sigo para a praça da Alegria, onde peço um café e me sento na esplanada do quiosque a desenhar o que vejo e sinto.

 

Um carro com um altifalante, passa a anunciar um evento, no Campo Pequeno às 19h.

 

O meu café chega, ao som da música “every breath you take”, dos The Police, enquanto ao meu lado duas amigas conversam.

Desta vez, pude ouvir claramente o que diziam: “Hoje é quarta-feira. ‘Tou nem aí!”.

 

Faço uns rabiscos rápidos no meu caderno. As fachadas bonitas da praça, com as suas varandas cobertas de plantas, as pessoas no quiosque sentadas como eu, os grafitis reclamando melhores condições de vida.

 

Escrevo as conversas à minha volta, para não esquecer.

“Every step you take I’ll be watching you”. Sinto que esta música me desmascara, embora mais ninguém se aperceba que o meu caderno está repleto de conversas alheias e de tudo o que me rodeia.

O café está pago. A tarde foi produtiva.

LICITAÇÃO

O grande objetivo desta exposição de pintura é o de servir a comunidade e todas as receitas serão doadas a associações de solidariedade social. Todas as receitas do dia 7 de Março, no evento Future of Cities, serão distribuídas pelas associações de solidariedade que tenham um valor inferior respetivo comparativamente com as outras.

Licitação mais alta: 250€

(o valor da licitação é atualizado todos os dias às 18:00 horas)

Fim de licitação.

 

Muito obrigado a todos os que licitaram e de alguma forma quiseram contribuir para ajudar as associações ligadas a este projeto. Até dia 15 de março iremos rever todas as licitações e identificar os novos donos de cada obra, que serão contactados com as informações e próximos passos a seguir (pagamento e entrega da obra).

 

Aos restantes, não queremos deixar de agradecer a participação. No caso de, ainda assim, quererem ajudar uma das associações, ou mesmo as três, deixamos abaixo o IBAN de cada uma delas, bem como a descrição e o site respetivo.

 

Muito obrigado mais uma vez a todos, por criarem impacto social na nossa comunidade.

ENTREMENTES

IBAN

PT50-0033-0000-45312001008-05

A Associação, de âmbito nacional, visa intervir ao nível da protecção e da integração familiar, sócio-profissional e comunitária de indivíduos maiores de 16 anos, pertencentes a grupos de risco no âmbito da psiquiatria e da saúde mental, debilitados, incapacitados ou diminuídos devido a perturbação mental, bem como de indivíduos residentes em contextos sócio-económicos mais desfavorecidos e/ou problemáticos.

HORAS DE SONHO

IBAN

PT50-0035-0159-00080687830-79

A Horas de Sonho tem como missão apoiar as famílias, na conciliação da vida familiar com a vida profissional, promovendo o bem-estar das comunidades, através do desenvolvimento de projetos de qualidade, socialmente inovadores e sustentáveis. 

 

Nascida em 2002, como cooperativa de solidariedade social, a partir de uma iniciativa da Santa Casa de Misericórdia de Lisboa, tem como valores base a inovação, a sustentabilidade, a cooperação, a qualidade e personalização do serviço, e a criação de valor para a sociedade, na medida em que estabelece os preços dos serviços de acordo com o rendimento de cada família, adaptando-se às suas necessidades específicas. 

  

A sua intervenção assenta em 2 pilares: serviços a famílias, com foco em crianças e jovens, e intervenção comunitária, desenvolvendo projetos que potenciam os talentos e recursos locais, que visam o empoderamento da comunidade e promovem a cidadania ativa, a coesão territorial, a empregabilidade, as competências transversais e a literacia digital, através do apoio no acesso a plataformas online de serviços públicos. 

Auxílio e Amizade

IBAN

PT50-0010-0000-26506680001-25

Em Junho de 2001, um grupo de 21 pessoas reuniu-se num jantar de reflexão. Todos partilhavam as mesmas preocupações e o mesmo desejo: reunir experiências, conhecimentos e disponibilidades para ajudar os sem-abrigo e famílias carenciadas.

 

Decidiram, então, criar um grupo de trabalho que pudesse apontar propostas, no sentido de criar uma ajuda coordenada e de reunir ainda mais pessoas em sintonia com estas preocupações e objetivos.

 

FAQ

Caso tenhas alguma dúvida, envia um email para:

Info.portugal@cushwake.com

Todas as receitas vão reverter para as associações de solidariedade social parceiras desta exposição.

É simples. Quando a exposição terminar, serão avaliadas todas as licitações de acordo com o local onde foram submetidas. A licitação mais alta para determinada peça será evidentemente a “vencedora”. Por exemplo, se a licitação mais alta para determinada peça for no Palácio Sotto Mayor, então a receita será doada à associação Associação Auxílio e Amizade que é a que tem um papel ativo na freguesia de Arroios.

Contactaremos os felizes contemplados entre 11 e 15 de março.

Todos os pagamentos serão feitos diretamente às respetivas associações, no final da exposição.

As obras serão levantadas nas respetivas Associações.

conhece o projeto

Usa o botão abaixo para conheceres o projeto

A ARTISTA

MADALENA FREITAS

Madalena Freitas, de 36 anos, é licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas Artes, da Universidade de Lisboa.


Geriu uma galeria de arte no Chiado e quando esta fechou, em plena crise de 2010, fez uma pós-graduação em Design Gráfico na FLAG, que lhe abriu novas portas no mundo do Design.


Antes de ingressar na Cushman & Wakefield trabalhou em agências de comunicação e foi freelancer durante 5 anos. Desde 2019 assumiu a função de designer gráfica na equipa de Marketing da consultora.


Viveu um ano em Valencia, onde foi monitora de crianças no atelier educativo do museu de Arte Moderna (IVAM).


Cresceu em Alcácer do Sal, tem dois filhos, de 7 e 5 anos e além de pintar também tem um especial interesse pelo cante alentejano e lírico, técnica que aperfeiçoou no conservatório de Lisboa e Setúbal.

© 2024 Cushman & Wakefield, Inc. All rights reserved.

A Cushman & Wakefield (NYSE: CWK) é uma consultora líder global em serviços imobiliários que cria valor significativo a ocupantes e investidores em todo o mundo. A Cushman & Wakefield está entre as maiores empresas de serviços imobiliários com 52.000 colaboradores distribuídos por 400 escritórios em 60 países. Em 2022, a consultora registou uma faturação de 10,1 mil milhões de dólares através de serviços de agência, representação de inquilinos, vendas e aquisições, gestão de imóveis, gestão de projetos, consultoria e avaliações. Conta ainda com vários reconhecimentos da indústria e das empresas pela cultura e compromisso com a diversidade, equidade e inclusão (DEI), bem como com o meio ambiente, a sociedade e a governança (ESG). Globalmente, foi premiada pela Euromoney como a Melhor Consultora Imobiliária do mundo por cinco anos consecutivos (2018-2022).  Para saber mais visite www.cushmanwakefield.com